Obras do Presidente de São Paulo Coronel Fernando Prestes

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1154/index.html

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1155/index.html 

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1166/000002.html

 

“”Criou o Instituto Butantan em São Paulo por sugestão do sanitarista Emílio Ribas, há inclusive um hospital com seu nome na mesma cidade. Fundou o Hospital Psiquiátrico do Juqueri, que teve a direção do Dr. Franco da Rocha – atual nome do município onde se situa o Hospital. Combateu surtos de febre amarela em Sorocaba, Santos e, na capital, teve de enfrentar a peste bubônica e a varíola. Seu governo foi considerado correto e isento, preocupado com as finanças e a saúde. Cortou gastos públicos devido à queda da arrecadação de impostos devido à contínua baixa dos preços do café no mercado internacional.””””””””

 

Site do Instituto Butantã: http://www.butantan.gov.br/   

“”‘O Instituto Butantan é um centro de pesquisa biomédica vinculado à Secretaria da Saúde do Governo do Estado de São Paulo. Um surto de peste bubônica que se propagava no porto do Santos em 1889, levou o governo a adquirir a Fazenda Butantan para instalar um laboratório de produção de soro antipestoso, vinculado ao Instituto Bacteriológico
(hoje Instituto Adolpho Lutz). “‘    http://www.butantan.gov.br/historico.htm


O Coronel Fernando Prestes e a ESALQ: http://www.esalq.usp.br/ 

“No governo do cel. Fernando Prestes de Albuquerque, tendo como Secretário da Agricultura Alfredo Guedes, foi promulgada a Lei nº 678, de 13 de setembro de 1899, do Serviço Agronômico do Estado, concedendo verba para continuação das obras, aquisição de móveis e material escolar. Mas é seu sucessor, Antônio Cândido Rodrigues, que decreta a Lei nº 683/A, de 29 de dezembro de 1900, criando a Escola Prática São João da Montanha, em Piracicaba. O prazo para a inauguração estipulado por Luiz de Queiroz estava prestes a findar-se. Como o prédio principal não estava acabado, Cândido Rodrigues mandou que se alugasse uma casa na cidade para a Escola nela funcionar provisoriamente. Logo em seguida foi nomeado o primeiro Diretor, Ricardo Ernesto Ferreira de Carvalho, assim como os docentes: Lacordaire Duarte, Antonio de Pádua Dias, Aristóteles Pereira, José Vatz e Augusto César Salgado – que desempenharia cumulativamente o cargo de Secretário da Escola. “   

“Em março daquele ano, Cândido Rodrigues foi a Piracicaba para conhecer de perto o andamento que tomava a Escola Prática São João da Montanha. Ficou tão impressionado com o vulto da empresa a que se entregara seu idealizador que, de volta a São Paulo, oficiou ao Presidente do Estado, Francisco de Paula Rodrigues Alves, fazendo uma série de elogiosas considerações ao doador da fazenda e propondo a alteração do nome do estabelecimento para Escola Prática Luiz de Queiroz. Com muita justiça, o Decreto 882, de 18 de março de 1901, promoveu a modificação pleiteada. 

 

 

http://www.esalq.usp.br/instituicao/historico.html  

 

A Escola Politécnica da USP, em 1899   http://www.poli.usp.br/

Início do funcionamento do Edifício Paula Souza.

Criação do Anuário da Escola Politécnica , publicação do Anuário da Escola Politécnica, publicação oficial da Escola, um repositório de suas principais atividades didáticas, acadêmicas e científicas.

Instalação do Gabinete de Resistência dos Materiais, um dos primeiros laboratório do gênero no País, a pedido do então lente catedrático da cadeira de Resistência dos Materiais, Antonio Francisco de Paula Souza. Este Gabinete foi projeto de Ludwig von Tetmeyer, então diretor do Laboratório Federal de Ensaio de Materiais, anexo à Escola Politécnica de Zurich. A montagem foi executada pelo chefe das oficinas Ernesto Heincke, sob a orientação direta de Paula Souza e Victor da Silva Freire. Desta data, até 1926, o Gabinete funcionou em caráter exclusivamente didático.

Realização da colação de grau da primeira turma de Engenheiros Civis formados pela Escola Politécnica. Formaram-se nessa ocasião 9 Engenheiros Civis: Francisco de Paula Ramos, Carlos Kiehl, Antonio Cerqueira Cezar, Ernesto Dias de Castro, Francisco Godoy M. e Costa, Mario de Campos, Aureliano Ignácio Botelho, Francisco O. Teixeira de Almeida e Eduardo Kiehl (24/6).

 

o Hospital do Juquery em Franco da Rocha-SP  www.francodarocha.sp.gov.br 

 

As medidas de higiêne tomadas em 1898-99 fizeram que, já no primeiro semestre de 1899 , não se registrasse nenhum caso de febre amarela no estado, ou outra qualquer moléstia de caractér epidêmico.

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1154/000008.html

 

Em 1898-1899, o Coronel Prestes realizou inúmeras obras de melhoria de estradas e construção de pontes facilitando por demais os transportes em nosso estado.

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1154/000010.html

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1154/000011.html

 

Obras de saneamento em 1898-99:

Criou a Repartição de Águas e Esgotos da Capital.

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1154/000011.html

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1154/000012.html 

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1154/000013.html

 

Estabeleceu a ordem, em 1898, em diversos municípios onde houve tumultos em eleições municipais.

 

NO SEGUNDO GOVERNO EM 1910.

A MODERNIZAÇÃO DA POLÍCIA.

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1166/000011.html

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1166/000012.html

 

O APOIO À AGRICULTURA E AO HORTO FLORESTAL

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1166/000016.html

 

MELHORIAS NO INSTITUTO AGRONÔMICO DE CAMPINAS

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1166/000017.html

 

A MELHORIA NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA CAPITAL

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1166/000025.html

 

OBRAS DIVERSAS

http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/u1166/000029.html

 

LEIS:

Lei 624, de 26.06.1899   

AUTORIZA O GOVERNO A CONTRATAR O SERVIÇO DE NAVEGAÇÃO A VAPOR DA COSTA DO ESTADO

 

Lei 647, de 07.08.1899

AUTORIZA O GOVERNO A CONTRATAR, MEDIANTE CONCORRÊNCIA PÚBLICA, O SERVIÇO DE NAVEGAÇÃO DOS RIOS RIBEIRA, JUQUIÁ, E DO TRECHO DO BRAÇO DE MAR ENTRE O LITORAL E A ILHA COMPRIDA, ATÉ O PORTO DE SABAUNA

 

Lei 665, de 06.09.1899

CONCEDE REGALIAS À ESCOLA LIVRE DE FARMÁCIA DESTA CAPITAL

 

Lei 675, de 09.09.1899

AUTORIZA O GOVERNO A ABRIR CONCORRÊNCIA PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA ESTRADA DE FERRO DESTA CAPITAL AO LITORAL 

 

 

 Lei 674, de 09.09.1899

AUTORIZA O GOVERNO A CONCEDER ATÉ 6% DE GARANTIA DE JUROS AO CAPITAL DA ESTRADA DE FERRO DE SÃO JOSÉ DO BARREIRO À ESTAÇÃO DO FORMOSO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS 

 

 

 Lei 672, de 09.09.1899

AUTORIZA O GOVERNO A FAZER AQUISIÇÃO DO QUADRO HISTÓRICO – A PARTIDA DA MONÇÃO-, DO PINTOR PAULISTA ALMEIDA JUNIOR

 

Lei 666, de 06.09.1899

MANDA REMOVER PARA O ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO TODOS OS PAEIS, AUTOS E LIVROS EXISTENTES NOS CARTÓRIOS DOS ESCRIVÃES DO JUDICIAL, OFICIAIS DE REGISTROS E TABELIÃES DE NOTAS, ANTERIORES AO SÉCULO XIX

 

 Lei 678, de 13.09.1899

REORGANIZA O SERVIÇO AGRÔNOMICO DO ESTADO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: